ENQUADRAMENTO
É o momento de nos concentrarmos na nossa própria capacidade de regeneração.”
“O processo de regeneração é-nos bastante familiar. É o processo de cura desencadeado pelo nosso organismo, quando restaura uma parte danificada a partir de uma parte ainda saudável.  No mundo natural, é a capacidade da natureza para se autorrenovar. Ou seja, a capacidade de uma espécie ou biossistema se recuperarem por si próprios, desde que o Homem deixe de exercer a sua pressão extrativa (como tem feito até aqui).” 
Christiana Figueras e Tom Rivett-Carnac (in “O Futuro Que Escolhermos”)

A crise climática a que assistimos, não nos pode deixar indiferentes. A regeneração da natureza tem que “ser intencional, planeada e bem executada de acordo com a escala”, para garantir a evolução e o futuro do planeta. Temos que deixar de ser egoistas, olhar para o Planeta Terra como a nossa “casa”, e a Natureza nosso “abrigo” e aprender a viver em armonia.
A utilização de elementos construtivos em terra pode resultar na redução dos potenciais impactes ambientais em cerca de 50%, quando comparados com o uso de materiais convencionais. Dependendo do tipo de processamento e do material complementar envolvido, o material terra pode ser reaproveitado e reutilizado num ciclo fechado, com a mesma função do anterior ou devolvido ao ambiente natural, vezes sem conta. Para além de aspetos benéficos relacionados com o conforto, a saúde e a economia, a terra, parece ser um material de construção com futuro.

A Associação Centro da Terra, organiza o seminário SAT 2021, com o tema “A Terra Material Regenerativo”.

OBJETIVOS
O Seminário tem como objetivo a divulgação e sensibilização da terra como material construtivo, enquanto material capaz de dar resposta aos critérios de sustentabilidade cada vez mais exigidos e necessários na indústria da construção.
Pretende-se promover um debate alargado sobre a implementação de boas práticas no âmbito de processos de edificação baixo carbono explorando o potencial da utilização da terra crua sob diferentes formas e inserida nos contextos atuais de gestão do ciclo de vida da construção.

O seminário decorre durante dois dias, o primeiro dedicado a conferências e mesas redondas, e um segundo dia com visitas às construções em terra da região de Santiago de Cacém.

Paralelamente decorrerá a exposição – Terra Material de Construção Regenerativo – “a gestão do material Terra”.

LOCAL
Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca, Santiago do Cacém
https://goo.gl/maps/UYsmnpciyzcJo6HMA

DATA
6 e 7 de Novembro de 2021.

TEMAS 
T1 – Enquadramento legal da Construção em Terra
T2 – Evolução tecnológica. (Nova visão da construção)
T3 – Economia Circular e Sustentabilidade da Terra
T4 – A construção em terra e a saúde
T5 – Património em terra

INSTRUÇÕES DE SUBMISSÃO
Os resumos terão uma extensão máxima de 300 palavras, devendo ser enviados através do formulário disponível. As propostas de comunicação deverão ser submetidas em Português ou Inglês.
Cada participante só poderá assinar no máximo duas propostas, como primeiro autor.
Os resumos deverão ser submetidos em documentos de texto (formatos .doc ou .docx). O nome do ficheiro deve indicar o tema em que se enquadra, título da comunicação e autores (ex. T1-Certificação Energética da terra-RuiM_PaulaS.doc).

Para a submissão de propostas deverão preencher o formulário Resumos SAT21

Para questões relacionadas com o envio de propostas, por favor, contacte através do endereço info.centrodaterra@gmail.com.

Deste congresso resultará a publicação de um livro de atas em formato eletrónico com os resumos e os artigos das comunicações/pósteresapresentados no congresso.

DATAS IMPORTANTES

  • Data limite de submissão de resumos: 20 27 de setembro de 2021
  • Data de notificação dos autores: 27 3 de outubro de 2021
  • Data limite de submissão de artigos: 11 de outubro de 2021
  • Data de notificação dos autores: 25 de outubro de 2021
  • Data limite de inscrição no congresso – preço reduzido: 11 de outubro de 2021
  • Data limite de inscrição no congresso – preço normal: 25 de outubro de 2021

COMISSÃO CIENTÍFICA

– Ana Velosa (Universidade Aveiro)
– Daniel Oliveira (Universidade do Minho)
– Fernando Rocha ( Universidade de Aveiro)
– Idália Gomes (Instituto Superior de Engenharia de Lisboa)
– Inês Flores-Colen (Instituto Superior de Engenharia de Lisboa)
– Luís Mateus (Centro da Terra)
– Maria Fernandes (ICOMOS-Portugal)
– Nuno Batista (ADENE)
– Paulina Faria (Faculdade de Ciências e Tecnologia – Univ. Nova de Lisboa)

MESA REDONDA
TERRA MATERIAL REGENERATIVO – GESTÃO E UTILIZAÇÃO
Gestão das terras para a valorização do material. Como a gestão das Terras, pode contribuir para tornar o processo da sua aplicação na arquitetura, mais eficiente, garantir a qualidade das construções e reduzir o custo da obra ao mesmo tempo que reduz o impacto no meio ambiente. 

ORADORES CONVIDADOS
– Catarina Santos, Engenheira – RCD – Resíduos de Construção e de Demolição
– José Mirão, Geólogo – Laboratório Hercules
– Milene Gil, conservadora-restauradora – Laboratório Hercules
– Nuno Vasconcelos, Arq – DOING
– Romain Anger, diretor científico da Amàco (França)

VISITA 
PATRIMÓNIO em TERRA de SANTIAGO DE CACÉM

Coordenação e Guia
– Cláudia Gaspar (Secção Regional do Alentejo – Ordem dos Arquitectos)

DESTINATÁRIOS
O evento destina-se a todos os profissionais da área da construção e ao público em geral.

INSCRIÇÕES
Inscrição obrigatória (inclui coffee-break e certificado de presença).
Faça a sua inscrição através do link – https://forms.gle/zGyDCywDMPn6ous48

O valor de inscrição para os participantes (c/ apresentação de artigo) tem redução.

A inscrição só é considerada efetiva após inscrição e envio do respectivo comprovativo de transferência bancária para info@centrodaterra.org.

ORGANIZAÇÃO
Direção
– Ana Perdigão Antunes (Centro da Terra)
– Ana Pato (Centro da Terra)
– Jorge Fernandes (Universidade do Minho / Centro da Terra)
– Patrícia Marchante (Centro da Terra)
– Rui Morbey (Centro da Terra)

Equipa Executiva / Colaboração
– Ana Velosa (Centro da Terra)
– Cláudia Gaspar (Secção Regional do Alentejo – Ordem dos Arquitectos)
– Dimi Chatziargyriou (Centro da Terra)
– Idália Gomes (Centro da Terra)
– Joana Gros (Centro da Terra)
– Luísa Gomes (Biblioteca Municipal Manuel da Fonseca)
– Maria Fernandes (Centro da Terra)

José Mirão

É professor na Universidade de Évora. Geólogo, com Doutoramento e Agregação em Geologia, especializou-se no estudo material de Património, em mineralogia/geoquímica e em técnicas analíticas, especialmente microssondas e métodos in-situ (e.g. XRF, XRD, SEM-EDS, LA-ICP-MS, microscopia ótica). É responsável por unidades curriculares em cursos de Geologia e Arqueologia. Os seus temas de investigação incluem argamassas antigas, pintura mural, cerâmicas arqueológicas, vidros e azulejos. É autor de um corpo substancial de artigos (http://orcid.org/0000-0003-0103-3448 ) e editor de um livro. Desde 2019, é Diretor do Laboratório HÉRCULES e foi vice-diretor desde a sua criação, em 2009.

Nuno Vasconcelos

Trabalhou como arquitecto no Porto (2006-2012), colaborando com Correia Ragazzi arquitectos e a parceria Souto de Moura/Graça Correia. Em 2012, muda-se para Berlin iniciando-se na construção em Terra, em especial Taipa, com a empresa Lehmbauwerk. Ao mesmo tempo, experimenta processos e materiais em diferentes festivais e workshops (Portugal, Austria, Bélgica, Alemanha) e desenvolve investigação para a reutilização de escavações e demolições de edifícios em contexto de cidade (Berlin), para construção em terra crua. Deste percurso, nasce DOING.pt para desenvolver projectos e ideias, focando-se no acompanhamento e organização na transformação da terra em material de construção. Desde 2020 vive em Portugal.